camaleaum

:::somos mutantes porque somos humanos:::

23.8.05

Quanto tempo?

Aprendi uma nova canção. Daquelas que aparecem sempre no momento em que a gente menos presta atenção, mas daí um pedaço do cérebro fica ali, guardando a letra da música.
Hoje sou bem menos feliz do que eu era há um ano. Perdi quase tudo, em termos financeiros. E isso sempre se reflete na vida sentimental, familiar, nos amigos (aliás, onde estão meus velhos amigos?)
A música fala sobre o tempo. Então começo a pensar que logo, logo meu tempo chega ao fim. O meu, o seu... a verdade é que ninguém ganha tempo, só perde. A vida está em contagem regressiva e cada minuto é um minuto a menos.
Hoje perdi (mais) uma batalha.
Guiar meu exército de agora em diante, vai ser bem mais difícil. Os homens estão inseguros. Querem voltar pra casa, pros braços de suas mulheres, pros seus filhos. E só agora me dei conta que era mais fácil vencer ontem.

3.8.05

Por que nao eu?

Nao, queridos, eu nao retomei a rotina das escritas... o que lamento, muito. Mas a vida anda estranha e nao consigo colocar em linhas o que se passa.

A verdade é que estou numa nova sintonia. Coisas novas sempre me assustam.
Nao estou triste, nem feliz.
Nao sei direito o que preciso e isso se confunde quase sempre com o que eu quero. Nao sei se acontece com todo mundo, mas acontece todo dia comigo.