camaleaum

:::somos mutantes porque somos humanos:::

17.3.05

Eis que cá estou....

...cheia de dúvidas sobre minha própria vida, mas ainda aconselhando a vida alheia. Vai entender!
Eu queria ter com a minha vida a mesma elucidação que tenho com a vida dos outros. Quer dizer, os problemas dos outros parecem tão simples:
- ah, meu namorado nao me ama!
Então busque um amor noutro lugar!
- mas eu amo meu namorado!
Então aceite a ausência de amor dele.
Viu como é fácil... mas quando sou eu, a coisa muda completamente...
Quero sair desse emprego. Nao tem nada haver comigo. Detesto dar suporte ao usuário. Detesto ficar trancada num CPD...
Eu queria escrever! Enviar meus livros e minhas idéias pelo mundo! (e, claro, ser recompensada por isso, mas tá, é utopia)... Na pior das hipóteses, eu queria fazer algo onde eu fizesse a diferença. Onde eu fosse reconhecida e respeitada por aquilo.
Aqui isso nao acontece.
Nem respeito.
Nem diferença.
Mas se eu sair, fico desempregada. Sem salário, deprimida...
Tá, daí vc vai me dizer: espera arranjar outro!
Legal. Sabe há qto tempo estou procurando emprego? Pra quantas empresas já mandei currículo? Nem eu me lembro mais... e nada. E eu continuo aqui, infeliz, me sentindo humilhada e desanimada...
Eu pedi demissão.
Hoje é meu último dia.
Queria que um milagre acontecesse e alguém me chamasse amanhã pra uma entrevista. Mas nao vai acontecer.
Tenho medo do tempo que ficarei parada. Porque o tempo mata. E eu confesso, tenho medo de morrer.